Atendimento ao cliente
15 3033-8008

Termopar Convencional Básico - Série TCB

Os termopares desta série requerem uma proteção adicional e são normalmente elementos de reposição utilizados nas montagens com tubo de proteção e cabeçote, sendo também compatíveis para uso em conjuntos de outros fabricantes.

Os fios dos termopares com bitolas menores proporcionam tempo de resposta mais rápido e menor vida útil e bitolas maiores proporcionam maior vida útil, porém, tempo de resposta maior.
Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB

Diagramas Técnicos

Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB Termopar Convencional Básico - Série TCB

Tabelas

Características
Tipo Características Observações
T Adequado para utilização em atmosferas oxidantes, redutoras,
inerte e no vácuo. Possui boa resistência à corrosão em atmosfera
úmidas, adequadas para medições de temperatura abaixa de zero.
Não é recomendado em temperaturas acima de 310° devido à
oxidação do cobre.
J Adequado para utilização em atmosferas oxidantes, redutoras,
inertes e no vácuo.
Não é recomendado em atmosferas com alto teor de umidade,
atmosferas contendo enxofre acima de 540°C e em temperaturas
abaixo de 0°C o fio de ferro torna-se quebradiço.
E Podem ser usados continuamente ema atmosferas oxidantes ou
inertes. É o termopar que possui a maior potência termoelétrica o
que permite detectar pequenas variações na temperaturas.
Não é recomendado em atmosferas redutoras.
K Recomendado para uso em atmosferas oxidantes ou inertes.
Amplamente utilizado em temperaturas acima de 538°C
Não é recomendado em atmosferas redutoras e sulfurosas e em altas
temperaturas e baixas concentrações de oxigênio.
N Excelente resistência a oxidação e estabilidade em relação ao
termopar tipo K quando utilizado em temperaturas elevadas,
resistente a atmosferas com baixa concentração de oxigênio.
Pode ser utilizado em atmosferas oxidantes e inertes.
Deve ser protegido em atmosferas sulfurosas.
S / R Recomendado em atmosferas oxidantes ou inertes. Possuem
grande estabilidade e precisão em temperaturas elevadas.
Adequados para uso em temperaturas de até 1480°C
Devem ser protegidos com tubos de proteção de alumina. Uso
contínuo em alta temperatura, causa o crescimento dos grãos, que
causar quebra dos fios. Não devem ser utilizados no vácuo e em
atmosferas redutores e em temperaturas abaixo de zero.
B Recomendado em atmosferas oxidantes ou inertes. Possui
resistênciamecânica superior ao tipo S, menos suscetível ao
crescimento dos grãos. Adequado par uso em temperaturas
de até 1700°C
Deve ser protegido com tubos de proteção de alumina.
Não deve ser utilizados em atmosferas redutores.
Limite máximo de utilização recomendada
Tipo Bitola 8 AWG
(Ø3,26mm)
Bitola 14 AWG
(Ø1,63mm)
Bitola 20 AWG
(Ø0,81mm)
Bitola 24 AWG
(Ø0,51mm)
Bitola 27 AWG
(Ø0,35mm)
T - 370°C 260°C 200°C -
J 760°C 590°C 480°C 370°C -
E 870°C 650°C 540°C 430°C -
K/N 1260°C 1090°C 980°C 870°C -
S/R - - - 1480°C 1100°C
B - - - 1700°C -
Notas:
Notas
1 - Os limites se aplicam para termopares convencionais utilizando tubos de proteção ou com poços de proteção fechadas ma extremidade. Não é válida para termopares de isolação mineral.

2 - Os fios dos termopares com bitolas menores proporcionam tempo de resposta mais rápido e menor vida útil e bitolas maiores proporcionam maior vida útil, porém, tempo de resposta maior.

Tipos de Termopares
Tipo Elemento
Positivo
Elemento
Negativo
Faixa de
temperatura usual
Limite de erro standard
(escolha o maior)
Limite de erro especial
(escolha o maior)
T Cobre Constantan -200°C~0°C */-1°C ou +/-1,5% --/--
T Cobre Constantan 0°C~370°C */-1°C ou +/-0,75%
*/-0,5°C ou +/-0,4%
J Ferro Constantan 0°C~760°C */-2,2°C ou +/-0,75% */-1,1°C ou +/-0,4%
E Cromel Constantan 0°C~870°C */-1,7°C ou +/-0,5% */-1,0°C ou +/-0,4%
K Cromel Alumel 0°C~1260°C */-2,2°C ou +/-0,75% */-1,1°C ou +/-0,4%
N Nicrosil Nisil 0°C~1260°C */-2,2°C ou +/-0,75% */-1,1°C ou +/-0,4%
S 90% Platina
10% Rhódio
Pt 100% 0°C~1480°C */-1,5°C ou +/-0,25% */-0,6°C ou +/-0,1%
R 87% Platina
13% Rhódio
Pt 100% 0°C~1480°C */-1,5°C ou +/-0,25% */-0,6°C ou +/-0,1%
B 70% Platina
30% Rhódio
94% Platina
06% Rhódio
870°C~1700°C */-0,5% */-0,25%
Notas:
Baseado na norma ASTM E230

Notas
1 - A temperatura máxima de utilização varia de acordo com o diâmetro do fio do termopar.

2 - Observar a faixa de temperatura, tipos do termopar, ambiente a ser instalado, pressão, corrosão, vibração, etc. Para maior vida útil e estabilidade do termopar.

Folders

Certificados

A Alutal realiza testes em todas etapas do processo produtivo de seus sensores. Confira abaixo os testes e certificações aplicáveis para essa série. Caso deseja obter uma cópia dos testes feitos para o lote de sua compra, solicite os mesmos junto ao departamento comercial no ato do pedido.
Certificados para essa série

Orçamento


Alutal ® - Todos os direitos reservados - 2016

Proibida a reprodução do conteúdo original Alutal sem previa autorização.

by Mind Design
Topo