Servicio al cliente
+55 15
3033-8008

Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC

Estes termopares são normalmente utilizados em processos de alta temperatura em fornos na indústria cerâmica, vidreira, fundição e em locais onde não permitem a utilização de proteções metálicas devido a altas temperaturas ou ataques químicos ou algumas vezes em temperaturas mais baixas onde o meio ou a atmosfera do ambiente é prejudicial a tubos metálicos.

Principal aplicação em temperaturas entre 1000ºC e 1650ºC.
Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC
Estos termopares se utilizan normalmente en procesos de alta temperatura en los hornos en la industria cerámica, vidrio, fundición y lugares donde no permiten el uso de protección metálica, debido a las altas temperaturas o productos químicos o, a vecesa temperaturas más bajas en el medio ambiente o la el medio ambiente es perjudicial para los tubos metálicos.

Principal aplicación a una temperatura entre 1000 ºC ~ 1650 ºC

Diagramas Técnicos

Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC Termocupla Convencional Cerámica - Serie TCC

Tablas

Tipos de Termopares
Tipo Elemento
Positivo
Elemento
Negativo
Faixa de
temperatura usual
Limite de erro standard
(escolha o maior)
Limite de erro especial
(escolha o maior)
T Cobre Constantan -200°C~0°C +/-1°C ou +/-1,5% --/--
T Cobre Constantan 0°C~370°C +/-1°C ou +/-0,75% +/-0,5°C ou +/-0,4%
J Ferro Constantan 0°C~760°C +/-2,2°C ou +/-0,75% +/-1,1°C ou +/-0,4%
E Cromel Constantan 0°C~870°C +/-1,7°C ou +/-0,5% +/-1,0°C ou +/-0,4%
K Cromel Alumel 0°C~1260°C +/-2,2°C ou +/-0,75% +/-1,1°C ou +/-0,4%
N Nicrosil Nisil 0°C~1260°C +/-2,2°C ou +/-0,75% +/-1,1°C ou +/-0,4%
S 90% Platina
10% Rhódio
Pt 100% 0°C~1480°C +/-1,5°C ou +/-0,25% +/-0,6°C ou +/-0,1%
R 87% Platina
13% Rhódio
Pt 100% 0°C~1480°C +/-1,5°C ou +/-0,25% +/-0,6°C ou +/-0,1%
B 70% Platina
30% Rhódio
94% Platina
06% Rhódio
870°C~1700°C +/-0,5% +/-0,25%
Observaciones:
Baseado na Norma ASTM E230

Notas
1 - A temperatura máximo de utilização varia de acordo com o diâmetro do fio do termopar.

2 - Observar a faixa de temperatura, tipo do termopar, ambiente a ser instalado, pressão, corrosão, vibração, etc. Para maior vida útil e estabilidade do termopar.

Características
Tipo Características Observações
T Adequado para utilização em atmosfera oxidantes, redutoras
inerte e no vácuo. Possui boa resistência à corrosão em atmosfera
úmidas, adequadas para medições de temperaturas abaixo de zero.
Não é recomendado em temperaturas acima de 310°C
devido à oxidação do cobre.
J Adequado para utilização em atmosferas oxidantes, redutoras,
inertes e no vácuo.
Não é recomendado em atmosferas com alto teor de
umidade, atmosferas contendo enxofre acima de 540°C
e em temperaturas abaixo de 0°C o fio de ferro torna-se
quebradiço.
E Podem ser usado continuamente em atmosferas oxidantes ou inertes.
É o termopar que possui a maior potência termoelétrica o que permite
detectarpequenas variações na temperatura.
Não é recomendado em atmosfera redutoras.
K Recomendado par auso em atmosferas oxidantes ou inertes. Amplamente
utilizadoem temperaturas acima de 538°C.
Não é recomendado em atmosferas redutoras e sulfurosas
e em altas temperaturas e baixas concentração de oxigênio.
N Excelente resistência a oxidação e estabilidade em relação ao termopar
tipo Kquando utilizado em temperaturas elevadas, resistente a atmosfera
com baixoconcentração de oxigênio. Pode ser utilizado em atmosferas
oxidantes e inertes.
Deve ser protegido em atmosferas sulfurosas.
S / N Recomendado em atmosferas oxidantes oi inertes. Possuem grande
estabilidadee precisão em temperaturas elevadas. Adequadas para
uso em temperaturas deaté 1480°C
Devem ser protegidos com tubos de proteção de alumina. Uso
contínuo em alta temperatura, causa o crescimento dos grãos,
que pode causar quebra dos fios. Não devem se utilizados
no vácuo e em atmosferas redutoras e em temperaturas
abaixo de zero.
B Recomendado em atmosferas oxidantes ou inertes. Possui resistência
mecânicasuperior ao tipo S, menos suscetível ao crescimento dos grãos.
Adequado para usoem temperaturas de até 1700°C
Deve ser protegido com tubos de proteção de alumina.
Não deve ser utilizados em atmosferas redutoras.
Limite máximo de utilização recomendada
Tipo Bitola 8 AWG
(Ø3,26mm)
Bitola 14 AWG
(Ø1,63mm)
Bitola 20 AWG
(Ø0,81mm)
Bitola 24 AWG
(Ø0,51mm)
Bitola 27 AWG
(Ø0,35mm)
T - 370°C 260°C 200°C -
J 760°C 590°C 480°C 370°C -
E 870°C 650°C 540°C 430°C -
K/N 1260°C 1090°C 980°C 870°C -
S/R - - - 1480°C 1100°C
B - - - 1700°C -
Observaciones:
Notas
1 - Os limites se aplicam para termopares convencionais utilizando tubos de proteção ou com poços de proteção fechadas na extremidade.
Não é válida para termopares de isolação mineral.

2 - Os fios dos termopares com bitolas menores proporcionam tempo de resposta mais rápido e menor vida útil e bitolas maiores proporcionam maior vida útil, porém, tempo de reposta maior.

Características dos Materiais dos Tubos de Proteção Cerâmico
Material Temperatura Características
Cerâmica tipo 610
(nacional)

Tubo Importado
1350°C


1600°
- Contém aprox. 60% de alumina
- Baia resistência a choque mecânico
- Boa condutibilidade térmica
-Sensível a choque térmico
Cerâmica tipo C 799 (710)
(Nacional - 99,0% AI<SUB>2</SUB>0<SUB>3</SUB>)

Tubo Importado
(99,7% AI<SUB>2</SUB>0<SUB>3</SUB>)
1600°C


1900°C
- Material não poroso
- Alta resistência e dureza
- Condutibilidade térmica melhor que o tipo 610
- Sensível a choque térmico
Carbureto de Silício
Tubo Importado
1500°C - Baixa resistência mecânica
- Alta condutibilidade térmica
- Boa resistência a choque térmico
- Resistente a chama direta
Carbureto de Silício
recristalizado

Tubo Importado
1600°C - Boa resistência a ácidos e álcalis
- Recomendada para utilização com atmosferas neutras
- Resistente a corrosão
- Material poroso
Nitreto de Silício

Tubo Importado
1500°C - Ótima resistência a abrasão
- Elevada resistência a oxidação e ao choque térmico
- Alta condutibilidade térmica
Observaciones:
Notas
1 - Os tubos de proteção cerâmica devem ser pré-aquecidos e inseri-los lentamente no processo para evitar o quebra devido ao choque térmico.

2 - Termopar de platina montado com tubos de carbureto de silício ou de nitreto de silício, é recomendado a montagem com tubo interno de cerâmico tipo C799.

Carpetas

Certificados

El Alutal realiza pruebas en todas las etapas del proceso de producción de sus sensores. Echa un vistazo a las pruebas y certificaciones aplicables a esta serie. Si desea obtener una copia de las pruebas para la gran cantidad de su compra, pregunte lo mismo con el departamento comercial en el momento de la solicitud.
Certificados de esta serie

Cotización


Alutal ® - Todos los derechos reservados - 2016

Proibida a Reprodução do conteúdo sem previa autorização.

by Mind Design
Topo